Viveiro florestal do IAT no Norte Pioneiro retoma visitas agendadas
23/11/2021 - 17:28

Após cerca de dois anos de suspensão por causa da pandemia, o IAT recepcionou 34 estudantes do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental para uma atividade lúdica. Objetivo é despertar a educação ambiental na sociedade, especialmente nas crianças.

 

O Viveiro Florestal do Instituto Água e Terra (IAT) em Jacarezinho, no Norte Pioneiro do Estado, voltou a recepcionar estudantes por meio do projeto de educação ambiental, nesta terça-feira (23). Ao todo, 34 alunos do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental da Escola Municipal Professora Ruth Pimentel Rocha tiveram a experiência de um dia no campo com atividades diferenciadas.

A visita agendada é reflexo da retomada das atividades após cerca de dois anos suspensas por causa da pandemia.

“A experiência de estudantes nos nossos viveiros é fundamental para que eles cuidem do meio ambiente. A conservação da natureza só se dará no contato direto das crianças com as árvores”, destacou o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes.

Os estudantes estiveram no espaço do IAT através de um projeto do Sesc Paraná, que mantém parcerias com escolas municipais para que os alunos vivenciem na prática o que aprendem em sala de aula.

“Esse foi mais um projeto com relação à sustentabilidade. Esse passeio foi importante, principalmente, porque os alunos ficaram muito tempo com aula online e, com isso, acabam esquecendo um pouco a importância das árvores para todos nós”, destacou a coordenadora de Educação do Sesc, Nisia Camargo Di Nizo Fantinelli.

“Eles questionaram, perguntaram sobre as espécies e ficaram encantados com a trilha e com o plantio de mudas que fizeram ao final do passeio. Foram para casa sabendo o nome da muda de árvore que levaram, foi muito gostoso o passeio”, completou a coordenadora.

Também participam do projeto os orientadores do Sesc Amanda Theodoro; Elga Lemos Gomes do Amaral; Altair Bárbaro; Maria Carolina Cornélio; e o gerente do Sesc, José Dimas Fonseca.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL – Segundo o chefe regional do IAT em Jacarezinho, Marco Antonio Pinto, as crianças aprenderam a fazer o transplante de mudas de árvores nativas para uma garrafa PET e a levaram para plantar em casa.

“Essa vivência é muito interessante, tanto do ponto de vista das crianças, que voltaram a ter atividades externas, quanto do ponto de vista nosso, que retornamos com visitas no Horto Florestal do nosso Viveiro, permitindo a integração com a natureza e com o sistema de produção de mudas”, disse.

O IAT mantém 19 viveiros florestais em todo o Estado, com produção média de 3 milhões de mudas ao ano, de 100 espécies de árvores nativas. Para saber se o local possui visitação e atividades, basta ligar para o IAT da sua cidade. Veja a lista aqui.

De acordo com o diretor-presidente do IAT, Everton Souza, é feito um trabalho minucioso e completo para a produção de mudas de árvores nativas nos viveiros florestais.

“A muda precisa estar madura para que ela vingue e se torne uma árvore no futuro, gerando frutos e qualidade de vida à fauna e às crianças de hoje”, disse.


Saiba mais sobre o trabalho da Secretaria de  Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo em: www.facebook.com/desenvolvimentosustentaveleturismo

Você conhece o programa de voluntariado do IAT?

O IAT oferece, ainda, a possibilidade de voluntariado, como parte dos projetos de educação ambiental. Por meio do Programa Voluntariado nos Viveiros e Laboratórios de Sementes, é possível contribuir com o enchimento de tubetes; manejo de bandejas; análise e beneficiamento de sementes; retirada de ervas daninhas dos tubetes; prestação de informações aos visitantes; desenvolvimento de projetos de educação ambiental e pesquisa; e trabalhos administrativos.

Para participar, basta se cadastrar junto ao IAT.

 

 

Últimas Notícias